Fiança locatícia: Conheça as principais modalidades 

3 minutos para ler

Vai alugar um imóvel? Então, um dos conceitos que você precisa conhecer é a fiança locatícia. Trata-se de um seguro muito importante para que você consiga fechar um contrato de locação, já que sem a garantia de pagamento, as imobiliárias e até os proprietários não liberam o aluguel.

Antes mesmo de buscar qual a propriedade ideal para atender as suas necessidades, é fundamental que você esteja com os documentos pessoais em mãos e a garantia de pagamento do aluguel e das custas.

Para ajudá-lo a entender quais são as formas de garantir a fiança locatícia, separamos as 4 modalidades mais utilizadas no mercado. Confira!

Fiador

No caso da locação com fiador, essa terceira pessoa se responsabiliza legalmente pela falta de quitação com as obrigações do inquilino. Para assumir o papel de fiador, a pessoa precisa apresentar os documentos de comprovação de bens, além dos holerites de pagamento que possam suportar os custos do contrato.

Seguro-fiança

É uma forma de garantia de fiança locatícia sem a necessidade de um fiador. Com base no valor bruto do aluguel mensal, calcula-se o montante referente ao seguro. Esse tipo de modalidade pode ser contratado direto com as seguradoras e parcelado em até 12 vezes. Com esse contrato, quem assume as obrigações do inquilino é a seguradora.

CredPago

Para quem quer alugar um imóvel, sem precisar de fiador e sem burocracia, o CredPago tem sido a melhor opção de fiança locatícia. Em poucos minutos, o inquilino repassa os dados do CPF, que são inseridos na plataforma, e o resultado da análise sai na hora.

O valor e as parcelas são repassados para o inquilino, que aceitando as condições já pode sair da imobiliária com o contrato de aluguel fechado. Essa é a tendência do mercado porque é a forma mais barata e ágil de alugar um imóvel sem precisar de terceiros.

Garantia de valor

Uma forma prática de garantir que eventuais dívidas com o pagamento do aluguel sejam quitadas é por meio de um depósito de caução como garantia de valor. O inquilino deposita em uma conta específica do proprietário do imóvel ou da imobiliária o montante referente a três meses de aluguel. Ao final do contrato, caso esse valor não seja utilizado, ele é devolvido para o inquilino.

Cuidados na escolha da modalidade de fiança locatícia

Na hora de fechar um contrato de aluguel, é preciso que você apresente a sua capacidade de garantir que os pagamentos mensais e custos com taxas e impostos serão pagos ao longo do período. Mas, para isso, é importante que você encontre qual a melhor opção diante das suas possibilidades financeiras.

Algumas formas de garantia requerem pagamento à vista dos valores referentes ao ano, outras formas podem ser pagas em parcelas ao longo do período. O importante é que na escolha você busque uma modalidade em que você possa, mesmo que parcialmente, resgatar o valor investido.

A fiança locatícia é uma forma de garantir que ambas as partes se resguardem financeiramente para arcar com os custos quanto a possíveis danos e problemas com a manutenção do imóvel. Por isso, apresentar essa garantia é obrigatória para fechar um contrato de aluguel.

Agora que você já sabe as melhores formas de fiança locatícia, aproveite para entender como funciona a locação de imóveis comerciais!

Posts relacionados

Deixe um comentário